Caixa de Emails


orcelia  

Nascida em Sabinópolis, Npróxima a Diamantina, Estado de Minas Gerais, ORCÉLIA BARROSO foi ainda pequena para Belo Horizonte, ondeestudou e posteriormente formouse em Serviço Social na PontifíciaUniversidade Católica.

Após intensa atividade na Assistência Social, Orcélia passoua participar dos quadros da CEMIG.

Conhecedor de sua experiência na CEMIG, de intermediação com os sindicatos e da normatização da política de benefícios daquela empresa, o Presidente Mário Bhering levou a Orcélia para a Eletrobrás. Era o ano de 1967, de graves enchentes na cidade do Rio de Janeiro, quando muitos empregados haviam perdido suas casas. A atuação da. Orcélia foi decisiva para prover casas próprias aos desabrigados.

Como os empregados da Eletrobrás, beneficiados inicialmente por uma cooperativa, careciam de complementação à aposentadoria, começou a ser estudada a criação de uma fundação, nos moldes da que já havia na Petrobrás. Com o apoio fundamental do novo presidente da ELETROBRAS, Maurício Schulmann, foi aprovada a criação da Eletros, com a adesão de todos os empregados e diretores da empresa. A Orcélia trabalhou em todas as fases de criação e funcionamento da Fundação. Ela foi Diretora de Bem Estar de setembro de 1971 a março de 1976. Ela considera como sua maior realização profissional o fato de, através da Eletros, ter podido melhorar o nível de vida e a expectativa de futuro dosempregados. Suas melhores lembranças datam dessa época.

Em 1983 a Orcélia cursou a Escola Superior de Guerra e, em 1984, foi convidada para elaborar e coordenar a publicação do Almanaque da ADESG.

Em 1985, quando retornou à Eletrobrás, Orcélia foi indicada pelo Presidente Antônio Carlos Magalhães para trabalhos no âmbito da Presidência, principalmente os ligados às licitações do setor elétrico.

Sua atuação na Presidência da empresa perdurou durante a gestão dos Presidentes Maurício Schulmann e Mário Bhering, quando passou a responder pela Memória da Eletricidade ,onde ficou até 1990, ano em que se aposentou.

E por onde anda a Orcélia?

A APEL foi  ouvi-la.

Em 1993, a Orcélia resolveu fixar residência em Rio das Ostras, onde, até hoje, desenvolve trabalho social junto à terceira idade.Dedica-se, ainda, a publicações relativas àquele município. Em reconhecimento pela sua dedicação, a Orcélia recebeu o Título de Cidadã Riostrense e o Certificado de Mérito da OAB de Rio das Ostras.

Seu outro grande interesse são as viagens.A sensação do dever cumprido é a que se tem ao conhecer melhor a vida da Orcélia. Certamente ela vem contribuindo, em todas as fases da sua carreira profissional e agora também após a  aposentadoria, para melhorar as condições de vida das pessoas ao seu redor.


Agenda

APEL Notícias nº 161 Novembro/2020


Calendário

Abril
D S T Q Q S S
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30
 

Dia 2 Semana Santa
Dia 21 Tiradentes
Dia 23 São Jorge

Tráfego

Temos 54 visitantes e Nenhum membro online

publicidade 3