Caixa de Emails


Antonio_Holtz  

Antonio Carlos Tatit Holtz nasceu em Itararé, cidade do Estado de São Paulo, próxima à divisa com o Paraná, de uma família pequena, apenas uma irmã, e teve o sonho, desde criança, de se tornar engenheiro. Mudou-se para a cidade de São Paulo ainda nos tempos de colégio e cursou mais tarde Engenharia Civil na Escola Politécnica da Universidade de São Paulo.

Em 1964, já em Curitiba, ao mesmo tempo em que trabalhava no Centro de Hidrologia da Universidade Federal do Paraná e da Copel, dava aulas na Escola de Engenharia.

Em uma ocasião em que estava na França, a serviço, recebeu convite para trabalhar na OEA em Washington, onde esteve por mais de um ano.

A essa época, o Presidente da Eletrobras, Maurício Schulmann, e seu Diretor de Planejamento e Engenharia, Leo Amaral Penna, desenvolviam estudos sobre recursos hidroelétricos no Brasil. Convidado, o Holtz voltou dos Estados Unidos e, em janeiro de 1970, ingressou na Eletrobrás como técnico e, após uma muito bem sucedida carreira, foi eleito Diretor de Planejamento e Engenharia em 1983.

Durante seu período na Eletrobras, o Holtz considera como suas maiores realizações: enquanto técnico, os contatos feitos com argentinos e paraguaios que levariam aos estudos e convênios que viabilizaram a construção de Itaipu sem grandes atritos políticos e, mais tarde, como diretor, a consolidação do planejamento energético do Brasil e o estabelecimento da coordenação dos estudos ambientais no setor elétrico.

Após 20 anos de Eletrobras, em janeiro de 1989 o Holtz foi cedido ao Ministério das Minas e Energia. Como Secretário Geral, exerceu por várias vezes o cargo de ministro interino até 1990, quando foi designado diretor-geral do DNAEE.

Exerceu ainda o cargo de Diretor da Eletronorte e prestou serviços à OLADE em Quito, Equador, e ao BID, em Washington.

Ainda hoje muito atuante, o Holtz é consultor do BID para assuntos de infraestrutura, de recursos hídricos para a ANA e para a USP e do Ministério das Minas e Energia, onde trabalhou para o plano nacional energético de 2030.

E por anda o Holtz?

A APEL foi ouvi-lo.

Atualmente, ele se divide entre Curitiba e Itaipava, onde mantém uma casa ainda dos tempos em que morava no Rio de Janeiro. Em muitos de seus deslocamentos entre as duas cidades, ele dirige seu próprio carro por às vezes até doze horas, o que faz com muita satisfação.Pai de três filhos homens, agora o Holtz é um feliz avô de um menino e três meninas.


Agenda

APEL Notícias nº 161 Novembro/2020


Calendário

Abril
D S T Q Q S S
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30
 

Dia 2 Semana Santa
Dia 21 Tiradentes
Dia 23 São Jorge

Tráfego

Temos 28 visitantes e Nenhum membro online

publicidade 3